sexta-feira, 26 de março de 2010

O Corvo e a Magia



Que presentão Beth Bear,
muito obrigada
compartilho,
beijos
Sílvia (Raven Star woman - Turtle clan)


Esta msgm segue de presente para a minha querida Silvia!
Bjs
Beth Bear



o
Trata-se de uma religião primitiva dos povos uralo-altaicos do Norte da Ásia e da Europa, caracterizada pela crença em um mundo invisível de deuses, demônios e espíritos ancestrais, que podem ser influenciados apenas pelos xamãs. Praticada também por certos índios norte-americanos e caracterizadas pelo transe medianímico. Nesta doutrina o corvo é visto como um ser sobrenatural.











O Corvo e a Magia



O corvo sempre foi o portador da magia. Este seu papel foi reconhecido nas mais diversas culturas, ao longo dos tempos, em todo o planeta. É considerado sagrado honrar o Corvo como sendo portador da magia. Se esta magia for ruim, ela inspirará muito mais medo do que respeito. Aqueles que trabalham com a magia de forma errada têm razões para temer o Corvo, pois isto é sinal de que estão se imiscuindo em áreas que não dominam, e os feitiços que estão fazendo certamente acabarão retornando contra eles. Em vez de deplorar o lado negro da magia, conscientize-se de que você só irá temer o Corvo quando necessitar aprender algo sobre os seus temores secretos ou sobre os demônios criados por sua própria imaginação.

A magia do corvo é poderosa e pode lhe infundir a coragem necessária para penetrar nas trevas do vazio no qual residem todos os seres que ainda não tem forma definida. O Vazio é denominado "Grande Mistério". O Grande Mistério já existia antes que todas as coisas viessem a existir. O Grande Espírito é oriundo do Grande Mistério e vive no Vazio. O Corvo é o mensageiro do Vazio.

O Corvo é prenúncio de mudança de consciência, que pode, inclusive, significar uma viagem pelo Grande Mistério ou por alguma senda situada à margem do tempo. A cor do Corvo é a cor do Vazio - o buraco negro do espaço sideral que congrega todas as energias criadoras. Significa que você conquistou por seus próprios méritos o direito de vislumbrar um pouco mais da magia da vida.

Na cultura dos índios norte-americanos, a cor preta tem diversos significados, mas não simboliza o mal. O preto pode simbolizar, por exemplo, a busca de respostas, o Vazio, ou o caminho para as dimensões suprafísicas.

O Corvo é o mensageiro da magia cerimonial e um curador que opera à distância e que está sempre presente em qualquer Roda de Cura. É ele que conduz o fluxo de energia de uma cerimônia mágica, guiando-a até o seu objetivo final. Seu papel é o de interligar as mentes dos praticantes do ritual com as mentes daqueles que estão necessitando daquele trabalho.

A magia do Corvo não pode ser interpretada de forma racional porque é a magia do desconhecido em ação, preparando a chegada de algum acontecimento muito especial. O Corvo é o protetor dos sinais de fumaça e das mensagens espirituais representadas por ele.



Jamie Sams, de As Cartas Xamânicas -

A descoberta do poder através da energia dos animais, Ed. Rocco





Corvo - O Negociador
23 de setembro - 23 de outubro

Totem Animal - Corvo



O totem animal para os nascido na Lua do Vôo dos Patos é o Corvo. Corvos às vezes são agressivos, mas freqüentemente cautelosos. Eles são pássaros inteligentes que sabem como derrubar um molusco do ar sem quebrar a concha e pegar a carne que há dentro dele. Os Corvos defendem com ferocidade seu território e família. Os ciganos admiram os Corvos pela lealdade que estes demonstram para seu povo. Dizem que estes pássaros têm conselhos tribais, e se você alguma vez viu um bando pousado em alguma cerca ou galho, certamente eles estão em conferência falando entre si. Diz a lenda, que se estes pássaros vão contra as leis da tribo, eles cometerão suicídio caindo de um lugar alto.
Para os Nativos Americanos, Corvos são representados como os pássaros do equilíbrio entre o homem e natureza. Quase todas tribos têm uma lenda sobre o Corvo explicando por que ele é preto. Em todas lendas o Corvo começa como um pássaro branco cuja cor foi mudada como um castigo pelos seus atos malignos ou por ter feito um esforço para ajudar o homem, tentando apagar um fogo que ameaçava estas pessoas. Esta dualidade nas lendas ilustra a dualidade que os Nativos Americanos sentem sobre o Corvo. Para uns, ver o Corvo é um presságio ruim; para outros, é bom.
Como o Corvo, as pessoas deste totem são capazes de voar para lá e para cá até atingir um lugar onde elas possam absorver a energia da Mãe Terra. Elas são pessoas que se sentem confortáveis tanto na Terra como no Céu. Podem voar uma grande distância e ao sentirem-se cansados elas podem planar tranqüilamente, dependendo do estado de equilíbrio que elas alcançaram. O estado de equilíbrio é crucial para as Pessoas do signo do Corvo, porque, tal como o Pássaro Trovão, elas são capazes de voar de uma posição a outra.
O totem do Corvo é paradoxal, porque as pessoas do signo do Corvo exemplificam os paradoxos da vida nas suas próprias emoções. Por serem capazes de voar alto, elas podem ver o bem e o mal de qualquer ponto de vista, e buscar a harmonia perfeita para seus problemas. Tal como o seu pássaro, elas são cautelosas, e com boa razão, pois provavelmente elas foram feridas ao serem crédulos no passado. Elas saberão fugir de uma situação a qualquer sinal de perigo. Elas são pessoas inteligentes, capazes de aprender com suas visões e idéias.
Elas tendem a ser orientadoras. Elas estão contentes quando estão com um grupo de pessoas que compartilham suas idéias, e se sentem muito seguras neste ambiente. Tal como o Corvo, elas demonstram um espírito de defesa agressivo quando atacam seu grupo e território. Se elas sentem que esses que elas amam são ameaçados, os defenderão contra qualquer coisa, não importando seu tamanho ou força.





Bruxaria Eclética - Sarah Crow

Nenhum comentário:

Postar um comentário